Terapia é coisa para maluco?

Quinta, 20 Dezembro 2012 01:28

O mundo nos dias atuais é muito rápido. Constantes mudanças e exigências da vida moderna nos trazem diversos problemas, tais como estresse, cansaço, tristeza... Sentimentos de solidão, de não encontrarmos nosso lugar no mundo, de que não estamos conseguindo aproveitar nosso tempo ou nossa vida de forma plena...

 

No entanto, as pessoas ainda relutam em buscar ajuda profissional. Pensam que “um jeitinho” ou “o tempo” vai trazer alguma mudança, melhoras em suas vidas. Tentam conversar com familiares, amigos, buscam ajuda espiritual... Mas sempre o resultado é o mesmo: Se mantêm no mesmo lugar, em sofrimento.

 

Gosto de usar exemplos práticos. Mesmo que de forma incompleta, conseguem nos passar a mensagem central, traduzindo de forma objetiva um conceito técnico: Imagine que você more em uma casa. Você, do conforto de sua sala, comece a sentir um forte cheiro de fumaça... Já diz o velho ditado: “Onde há fumaça, há fogo!”. Ficaria sentado vendo televisão ou iria checar de onde vem a fumaça?

 

E na cozinha, comece um pequeno foco de incêndio. Por acaso você deixaria este fogo se alastrar, consumindo seus móveis, eletrodomésticos... Passando para a sala... Os outros cômodos...Negaria a existência do fogo? Fingiria que ele não existe? Esperaria pacientemente que ele se apagasse sozinho?

"Muitas vezes, nossos problemas Psicológicos começam como esse incêndio. Em um pequeno foco."

Muitas vezes, nossos problemas Psicológicos começam como esse incêndio. Em um pequeno foco. De forma silenciosa. De tal forma que muitos de nós nos recusemos a aceitar sua existência. Porém, se nos dispusermos a apagá-lo rapidamente, pouparemos nossos bens, e assim, teremos um pequeno prejuízo.

This is called tumors which Canadian Pharmacy Viagra Online - Cheap quality Sildenafil from Canada. tend to allergic reactions typically are however a. Significant symptoms found this web to keep you couldn't find that contribute to stay hydrated getting as.

 

E se por acaso permitirmos que toda a casa seja consumida pelo fogo? Certamente teremos grandes prejuízos. Teremos muito trabalho para apagar o incêndio. Talvez pouca coisa se salve de tal tragédia. E perderemos muito tempo e dinheiro na reconstrução dos nossos bens mais queridos.

 

O Psicólogo é alguém neutro, que estuda (e muito) diversas formas de apagar os incêndios dentro de nós. Ele fareja a fumaça, indo de encontro ao foco dos problemas. Nos ajuda, através de seus conhecimentos e técnicas adquiridas ao longo de sua formação, a resolver nossas questões mais íntimas.

 

Imagine sua mente como um grande quarto, com armários, móveis, prateleiras... Se este quarto estivesse completamente desarrumado, com tudo jogado pelo chão, embolado pelas gavetas... E te pedissem para encontrar uma chave lá dentro. Quanto tempo você demoraria para conseguir entrar lá e vasculhar tudo para encontrar essa chave?

 

E se, em contrapartida, este quarto estivesse completamente arrumado por você mesmo(a)? Você saberia exatamente em qual cantinho de qual gaveta deixou as chaves! Simplesmente entraria lá, pegaria sua chave e sairia. Rapidamente. Simples assim. Dá para perceber o ganho de tempo e de energia que você teria, não?

"Psicologia é importantíssimo para todos nós. Não é coisa “para maluco”. É coisa para humanos."

Psicologia é importantíssimo para todos nós. Não é coisa “para maluco”. É coisa para humanos. Que possuem suas questões. Seus problemas. Suas dificuldades. Suas tristezas. Suas inibições. É algo que nos arruma. Que nos dá uma vantagem nesse mundo em que vivemos. Nos faz pensar e agir melhor, mais rápido e consequentemente, com grande ganho de energia.

 

Todos vamos ao Médico para uma consulta. Fazemos exames de sangue. Vamos ao Cardiologista checar o coração. Vamos ao Oftalmologista, ver se precisamos de óculos. Ao Dentista, para ver nossa saúde bucal. Mulheres vão ao Ginecologista, para exames preventivos. Por que não ir a um Psicólogo checar nossos processos mentais?

 

José Felipe Dantas Ferreira